Avaliação de Potencial Mineral

Avaliação de Potencial Mineral é caracterizado como uma atividade preliminar em trabalhos exploratórios, os trabalhos consiste em levantar informações em campo e escritório de possíveis ocorrências minerais de importância econômica.

O objetivo desse procedimento é inteirar-se de informações já existentes na literatura específica e associá-las a um trabalho preliminar no campo, onde envolve o levantamento de informações tais como topografia local, padrões de drenagem, condições e existência de vias de acesso, frequência de superficiários, coleta de amostras para análises físicas e/ou químicas preliminares, cadastro de pontos georreferenciados e descrição de litotipos principais.

Geralmente utiliza-se de técnicas de sensoriamento remoto, imagens de satélites, ortofotocartas e cartas topográficas para compor uma base topográfica para direcionar o mapeamento geológico e a outras etapas da Pesquisa Mineral.

Uma Avaliação de Potencial Mineral eficiente permite interpretar estruturas pedológicas, geomorfológicas, tectônicas, entre outras. É muito importante na análise da viabilidade de um projeto ainda em fase inicial, reduzindo-se custos e riscos, e otimizando prazos, com a qualidade exigida dos dados para a tomada de decisão.

O resultado desse trabalho é compilado em um relatório prévio da área de interesse que possibilita uma percepção sobre a área como um todo e é extremamente útil como referência inicial para a tomada de decisão sobre investimentos em projetos de pesquisa mineral e a manutenção de requerimentos e/ou alvarás de pesquisa concedidos pelo DNPM.

Share on LinkedInShare on FacebookShare on Google+Tweet about this on Twitter

Deixe seu comentário!